Retrocomputação 2015

Nessa época de retrospectivas eu resolvi escrever sobre uma coisa que me aconteceu em 2015, comprei um Commodore 64! Esse computador é o irmão mais velho do meu primeiro “micro”Lode Runner que foi o Commodore VIC-20. Certo dia de 1982 um amigo do meu pai chegou lá no prédio com uma mala preta, ela trazia o computador  que papai tinha encomendado, que veio com um “tape deck”, os manuais e dois cartuchos o “Sargon II Chess” e “Radar Rat Race“.  Como eu falei no episódio #004 do PODebug  se não fosse esse dia e esse computador eu não seria quem eu sou hoje, foi depois de enjoar de jogar os dois jogos que vieram com ele que eu resolvi abrir o manual e estudar Basic e fazer “programinhas” pra passar o tempo.

Mas porque então eu comprei um Commodore 64? Dois motivos basicamente, primeiro porque eu sempre quis ter um C64, depois do VIC-20 meu pai cs-l1600omprou um clone de Apple II, mas alguns amigos tinham ele e eu adorava! E o segundo motivo é porque o VIC-20 é um computador limitado e a comunidade do C64 é absurdamente maior, afinal ele foi o computador mais vendido de todos os tempos,  existem diversos hardwares ainda hoje sendo produzidos para ele, eu comprei o Disk Drive Emulator SD2IEC (foto à esquerda), e o cartucho EasyFlash 3 que permite inclusive carregar um firmware alternativo sem alterar a placa mãe.

Eu já baixei tudo que é jogo disponível, e é uma emoção ver meus filhos se divertindo com os jogos da minha infância. Mas eu não vou mentir que eles preferem o X-Box e eu é quem fico horas jogando Karateka e Lode Runner.

Feliz 2016

 

Commodore 64