Resumão de Brasília

Estive trabalhando três semanas em Brasília, entre o final do mês passado e o início deste mês e muitas coisas legais aconteceram por lá, um breve resumo então (fatos não necessariamente em ordem):

Assisti ao show, na concha acústica, que representou a volta do Plebe Rude aos palcos da capital federal, e com a surpresa do Clemente (ex-Inocentes) como o segundo guitarrista ao lado do Philippe, substituiu bem o Jander “Ameba”. Estão pra lançar cd novo, aguardem!
Conheci ao vivo e à cores dois amigos virtuais de longa data que moram lá pelo planalto central, a quase-bacharela-em-computação Socorro e o patinador profissional Zamorim juntamente com sua simpática esposa e suas duas (já famosas) filhinhas Helena e Heloisa.
Ganhei dois calos nos pés por culpa do sapato novo, associado a muitas caminhadas pelo eixo monumental, carregando Notebook.
Comprei duas camisetas legais, uma do Spirit (Will Eisner) e outra do Quarteto Fantástico numa loja de quadrinhos bem legal.
Visitei o Congresso Nacional e a nova e bela Ponte JK
Visitei a Feira do Paraguai (2 vezes)
Comprei um chip GSM pré-pago da Brasil Telecom, e cadastrei os telefones mais usados na promoção deles para não pagar 3 semanas de roaming 😉
Usei o SkypeOut pra fazer interurbano nacional mais barato. Comprei usando o PayPal.
Assisti A Intérprete (3,5/5) e Kinsey (4/5).
Atravessei em faixa de pedestre sem medo de ser atropelado.
Fui tratado como um filho pelos meus Tios (valeu!) e ainda economizei as diárias (valeu de novo!)
Trabalhei bastante. Mas fiquei um dia de folga por causa da Cúpula dos Países Árabes.
Me decepcionei (de novo) com a estrutura da administração pública no Brasil, e não é culpa desse governo, é como a “coisa funciona” mesmo.
Morri de saudades da minha fofinha e dos meus meninos!

2 thoughts on “Resumão de Brasília

  1. Adorei o quase-bacharela em ciencia da computacao!!! 🙂
    A vinda a Brasília foi bem proveitosa, pelo visto. 🙂

  2. Que bom que gostou de Brasília, eu também estava naquele show da Plebe, foi uma prévia/seletiva para o Porão do Rock, evento tradicional daqui da Capital.

    A “Feira dos Importados” (feira do paraguai foi-se a MUITO tempo) é realmente muito legal, tem TUDO.

    Atravessar na faixa é o que há.

    Achou que a esplanada fosse pequena hein! Atravessar aquilo de pé é desumano, e o Eixo Monumental (que corta a esplanada ao meio) é a avenida mais larga do MUNDO! Tanto que a torre fica entre suas pistas (duas mãos, uma pista só vai, a outra só vem).

    Administração pública só conserta de destruir tudo e fizer novamente…

    A ponte JK é uma farsa, custou mais de 3 vezes o que deveria ter custado, daria pra fazer mais de 10 pontes “comuns” (como as outras duas) com a grana daquela.

    A loja de quadrinho é a Kingdom Comics, tradicional ponto underground da cidade.

    Até mais!

Os comentários estão desativados.