Eu desisto

Será que um dos meus dois (ou três?) leitores lembra que no ano passado, na terça de carnaval, o meu carro, recém comprado foi abalroado por um infeliz (e ébrio) condutor de um BMW ?

Pois bem, hoje sábado de carnaval, estávamos tranquilamente viajando para a praia de Tamandaré, indo para o aniversário do meu sobrinho Oliver, quando o motorista do ônibus que trafegava atrás de mim se distraiu por um segundo e bateu na traseira no meu carro (o mesmo) forçando-o a bater na kombi à minha frente e assustando minha esposa e filhos (que estão bem, graças a Deus). Agora vou começar a via-crucis para conseguir que a empresa de ônibus pague pelo prejuizo.

Bem, decidi não mais sair com esse carro no carnaval. No próximo ano ele fica os quatro dias na garagem, mas pensando bem, um vizinho bêbado pode chegar de madrugada e bater nele… é, como disse no título desse post-desabafo, eu desisto!

10 thoughts on “Eu desisto

  1. uhadhuauhsdhuashuads, realmente é uma maldição de carnaval, só lamento… =)

    PS: Poxa, que legal, não sabia que aqui em Recife existiam pessoas que criam programas de qualidade como o Wbloggar para todo mundo! Parabéns, também sou de Recife! Valeu e boa sorte no próximo carnaval…

  2. Oi Marcelo, vim mais aqui para te perguntar uma coisinha, mas vou tb comentar o texto…

    Aqui em casa nós desistimos de andar com carro nos meses de dezembro e janeiro. Toda vez que batem na gente, é num desses meses.

    Em 2002, um caminhão todo velho bateu na lateral do nosso carro, acabando com a mesma (não sofremos um arranhão). Quem ficou com o prejuízo? NÓS.

    Em 2003, um ônibus saindo do ponto, foi enfiando o carro na pista onde estávamos, acertando aquela mesma lateral e nos arrastando por alguns metros. Dessa vez eu me machuquei um pouquinho, alguns arranhões. Confiamos na seguradora que só “pediu” o pagamento da franquia para entrar na justiça…
    Me responda: Ganhamos? NÃO!

    Em 2004 não nos aconteceu nada! Tb, só saímos de casa de ônibus ou táxi…

    PS: esqueci o que vim te perguntar… depois eu lembro e volto.

Os comentários estão desativados.